sábado, 26 de maio de 2007

Feliz dia livre de impostos

Que a carga tributária no Brasil já atingiu níveis alarmantes, todos sabem. O que não se sabia era o quanto tínhamos que trabalhar para saciar a fome dos governos. Um estudo do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT) divulgado essa semana revela que, somente hoje, sábado, 26 de maio, o brasileiro está deixando de trabalhar para o governo para começar a trabalhar para si. É um abuso e um absurdo.

O brasileiro trabalha exatos quatro meses e 26 dias somente para pagar impostos para os governos federal, estadual e municipal. São 146 dias de arrecadação exclusiva para os cofres públicos. Na década de 70, o cidadão trabalhava 2 meses e 16 dias para pagamento dos tributos. Em 1980 eram necessários dois meses e 17 dias e, nos anos 90, três meses e 12 dias.

O aumento da carga tributária ao longo dos últimos anos é outro fato incontestável, revelou o estudo. Em 2007, por exemplo, a projeção é de que o cidadão comprometerá 40,01% de seu rendimento bruto. Há quatro anos este comprometimento era de 36,98%; em 2004, de 37,81%; em 2005, de 38,35% e, em 2006, de 39,72%.

Neste contexto, quem mais paga impostos é a classe média, já que a tributação incidente sobre os rendimentos (salários, honorários etc.) é formada, principalmente, pelo Imposto de Renda Pessoa Física e pelas contribuição previdenciária e sindicais contribuem para esse cálculo. Além disso, ainda existem a tributação pelo consumo (PIS, Cofins e outros) e pelo patrimônio (IPTU, IPVA).

Na comparação com outros países, o Brasil segue na frente em muitos casos, com excessão de alguns países europeus. Enquanto no Brasil se trabalha 146 dias para conseguir pagar os tributos, na Argentina são necessários 97 dias, Chile 92 dias, Estados Unidos 102, Espanha 137 e França 149 dias. A campeã é a Suécia, com 185 dias de tributação sobre a renda do contribuinte.

A diferença é que na Europa, o governo cobra por serviços que efetivamente entrega ao cidadão. Aqui, paga-se por serviços ruins, ineficientes ou inexistentes. No final, ficamos com a sensação de que somos lesados e explorados, tamanha a sanha arrecadadória dos governos em todos os níveis.

Por isso não me canso de cobrar a redução da carga tributária e a melhoria dos gastos públicos, a partir de uma maior fiscalização daqueles que sustentam essa máquina gigantesca e ineficaz. Enquanto isso não ocorrer, seguiremos reclamando, enquanto o governo faz ouvidos moucos aos nossos reclames.

Bom sábado a todos. E feliz dia livre de impostos.

2 comentários:

paying disse...

nice blog. but why not you generate income with adsense,, its easy because you have a blog..its free. go to www.adsense600.blogspot.com

paying disse...

nice blog. but why not you generate income with adsense,, its easy because you have a blog..its free. go to www.adsense600.blogspot.com